"Send nudes"


Conheço muita gente que já experimentou dating apps como o Tinder, OkCupid ou Bumble. Até eu já tive uma conta no OkCupid durante algum tempo – nunca utilizei aquilo sem ser para me rir das mensagens parvas que recebia todos os dias. E uma das coisas que me parece mais comum é o constante problema que existe em encontrar uma primeira mensagem “perfeita”.

Não há como negar: nas redes sociais, é preciso criar uma boa primeira impressão e isso não vai ser criado através de um “oi, como estás”. Há muito peixe no oceano gigante que é um site de encontros e, a partir do momento em que não ficamos imediatamente interessados numa pessoa, partimos logo para outra.

Logo, é imperativo criar uma boa impressão, porque uma má impressão pode impedir uma relação de acontecer. Ninguém quer perder a oportunidade de conhecer a sua alma gémea só porque não conseguiu pensar numa frase criativa para enviar numa mensagem. Seria uma forma incrivelmente idiota de ficar sozinho para sempre, não?

O que tenho vindo a reparar, não só através da minha experiência mas também da experiência de outras pessoas é que mensagens muito criativas e sugestivas não são necessariamente seguidas de resultados imediatos. Da mesma forma, mensagens normais não são sinónimo directo de insucesso.

No meu tempo de OkCupid (sim, a sério, vou mesmo falar nisto), tive várias pessoas a chegarem até mim com piadas porcas inspiradas nas minhas séries favoritas, adivinhas de matemática e aqueles típicos piropos que demoras dois minutos a perceber se são lisonjeiros ou ofensivos. E eu sou uma pessoa que adora piadas porcas, não pensem o contrário; mas não houve uma única pessoa, no meio de todas aquelas dezenas de mensagens que recebi, que conseguisse manter o meu interesse durante mais do que dia e meio. Até fui mantendo conversa com um ou dois rapazes, mas ao fim de umas horas simplesmente começava a olhar para a minha vida e a perceber que, não, aquilo não ia dar em nada de interessante. 

1. Eu recebi mesmo esta mensagem no OkCupid. Piadas do Sobrenatural são fantásticas, mas a sério?

Aquilo que as pessoas não têm em atenção quando pensam “OMG, tenho de mandar uma mensagem super criativa e interessante para causar boa impressão” é que a química conta. Imenso. E podes ter química com uma pessoa que manda um “oi” e ter zero química com alguém que escreve uma tese de doutoramento sobre sexo oral – que é, honestamente, algo que eu leria com muito interessente, mas isso não significa que quisesse namorar com a pessoa que a escreveu.

A química não nasce a partir de conversas interessantes. Não nasce quando pedes para alguém te enviar fotografias sem roupa nem nasce quando falas com alguém sobre o tempo, sobre a tua música favorita ou sobre política internacional. Química simplesmente . Falas com alguém e há química. Falas com alguém e a pessoa parece-te fantástica apesar de só estarem a partilhar o que é que comeram ao almoço.

A primeira mensagem que troquei com o meu namorado foi, possivelmente, a coisa menos interessante de sempre. Agora vocês vão pensar que estou a exagerar, mas não, não estou. Não o conheci através de uma dating app, mas as primeiras vezes que falámos foram através do Facebook e, portanto, a nossa primeira impressão foi, efectivamente, virtual. Alguém tentou ser altamente criativo? Epá, sim, eu tentei um bocadinho. Porque ele era giro. E simpático. Mas também não estava à procura de namorado, portanto a minha criatividade apareceu só para que ele não achasse que eu era desinteressante, não porque estava a tentar engatá-lo. 

Ainda assim, ninguém ficou desinteressado ao fim de duas horas como eu ficava nos sites de encontros. Continuámos a falar. Todos os dias. Durante muitas horas. Começámos a namorar. E ninguém teve de ir à procura de piropos altamente elaborados ou piadas do arco da velha. Porquê? Leiam tudo o que escrevi acima deste parágrafo.

Enquanto eu acho que pedir fotografias sem roupa é capaz de não ser uma boa forma de iniciar uma conversa, acredito plenamente que já deve ter havido alguma relação a começar assim. Muitas relações já começaram com um “oi” ou com uma discussão sobre o tempo. Aposto que já houve relações que começaram depois de duas pessoas discutirem se o melhor jogador do mundo é o Messi ou o Ronaldo (spoilers: é o Messi). Portanto, parem de se esforçar tanto para causar uma boa impressão. Quem tiver de gostar de vocês, vai gostar de vocês, seja pelo fantástico humor ou pela falta dele, pela criatividade ou pela seriedade. E mais importante do que tudo isso, as primeiras impressões não são tudo. Vão ter muito tempo para impressionar o vosso alvo.

Sem comentários:

Enviar um comentário