As mulheres


No outro dia, o carro da minha mãe teve um problema na bateria. Estávamos num estacionamento e pedimos ajuda a um senhor que trabalhava mesmo ali ao lado, num serviço de lavagem de carros, senhor esse que começou logo a olhar para nós como se fossemos loucas por não conseguirmos fazer o carro pegar. 
Depois de várias tentativas para nos "ajudar" - veja-se, empurrar o carro e ver se ele pegava assim -, o carro continuava sem pegar. O senhor não vai de modas e comenta em voz baixa "ai, mulheres...". Não sei o que é que aconteceu, porque eu ouvi e olhei para o senhor e, apesar de eu não comentar nada, ele ficou com uma cara meio de medo e foi-se embora e recomendou que era mesmo melhor accionar o reboque do seguro. Não sei se o meu olhar naquele momento deu a entender que tinha mesmo vontade era de lhe pregar com um murro nos cornos ou assim. 

Não disse nada na altura porque fiquei ligeiramente em choque de existir ainda alguém no ano de 2017 que acha que um carro não funciona porque a pessoa ao volante é uma mulher. Não disse nada na altura porque tinha a minha mãe, em pânico, ao volante do carro e preferia dar-lhe auxílio a ela do que dar uma tareia ao outro filho de um cornudo (e provavelmente porque iria presa se fizesse isso, you know). 

Ai, mulheres? A sério? Estamos a falar de que mulheres, exactamente? Das mulheres sem as quais não terias nascido porque, da última vez que reparei, os homens ainda não conseguem parir? Estamos a falar das mulheres que, apenas por mero acaso, estão envolvidas em muito menos acidentes do que os homens?(1) Ou das mulheres que conduzem com mais cuidado do que os homens? Estamos a falar das mulheres das quais precisas porque a primeira coisa que pediste quando vieste ter connosco foi se EU podia ajudar a empurrar o carro? Não, não posso. Sou mulher. Toda a gente sabe que a mulher não serve para nada a não ser para procriar e criar filhos imbecis, que se tornam adultos imbecis, como tu, homem que trabalha num serviço de lavagem de carros. Estamos a falar das mulheres que dominam as universidades?(2) As mulheres que são netas, filhas, mães, esposas, amigas, condutoras, empregadas ou patroas, donas de casa e cumprem todas estas funções e, geralmente, mais umas quantas sem descurar nenhuma? 

Explica-me lá, ó homem de cérebro em expansão, de que mulheres falas tu. Quais são as mulheres que te fazem suspirar como se falasses de uma pedra, que não tem capacidades cognitivas dignas do teu QI acima de 140?

Não te preocupes, não digo a ninguém que és um otário. Não digo a ninguém que, possivelmente, não mereces uma única das mulheres que tens na tua vida. Pode ser que elas percebam isso sozinhas - ou então não, porque são, infelizmente, mulheres, e nunca saberão nada da vida...

***

(1) Lê.
(2) Lê.

1 comentário:

  1. É preciso dizer novamente que li este post e literalmente aplaudi-te mental e fisicamente? E é necessário referir pela milésima vez que és uma das mulheres mais fortes, sinceras e fantásticas que já conheci?
    Obrigada por seres quem és!

    Estranha Forma de Ser Jornalista
    http://estranhaformadeserjornalista.blogspot.pt/

    ResponderEliminar