Lista pouco romântica


O dia dos namorados está quase aí. Sim, aquele dia que serve maioritariamente para as grandes marcas de lingerie venderem mais umas peças, um bocadinho mais caras do que durante o resto do ano, e para as papelarias ficarem sem aqueles postais que também nunca vendem durante o resto do ano. Alguém acha mesmo fofo cartões vermelhos cheios de corações e anjos semi-nus, ou compram aquilo só porque é mais ou menos exigência da sociedade nesta altura do ano? 

Mas por muita lamechice que eu veja por aí no dia de São Valentim, o que mais me chateia é geralmente o que é dirigido a mim, a rapariga que conseguiu, religiosamente, passar todos os dias de namorados que já viveu (vinte, portanto) sem namorado. Se acham que os casais são atacados todos os dias do mês de Fevereiro por publicidade que os obriga a gastar dinheiro com a sua cara metade, experimentem estar sozinhos no mês de Fevereiro.


Agora, a caminho do meu 21º dia dos namorados sem namorado, decidi compilar uma lista de coisas que os comuns mortais (diga-se, aquelas criaturas que até se permitiram ter um companheiro por esta altura do ano) nunca conseguirão compreender em relação ao dia 14 de Fevereiro, esperando que fiquem mais esclarecidos em relação à razão pela qual tenho uma espécie de vómito interior sempre que alguém menciona essa data. 

01. Estar sozinha ≠ querer estar sozinha

Quem me dera ganhar uma moeda sempre que alguém não compreende este conceito tão simples. Estar sozinha nem sempre é uma escolha; por isso quando recebo mensagens no Facebook de alguém extremamente apaixonado pelo(a) seu(sua) namorado(a) a dizer "então, Marta, quando é que arranjas namorado? Continuas fria, sem paixões...", tenho vontade de cortar os pulsos. Caso não seja óbvio, o dia dos namorados é o pior dia para se dizer a alguém "já reparaste que estás sozinha?". Não é só falta de noção, é falta de tacto, também. E quem é que vos disse que só porque não tenho namorado, não ando de olho em ninguém? Quem é que vos meteu nessas cabeças duras que só pensam em ir passar uma tarde romântica ao Barreiro que eu, só porque não tenho namorado, não preferia estar a passar o dia dos namorados a enviar mensagens a um mais-que-tudo do que a enviar mensagens à minha colega da primária que quer que eu meta gosto na foto dela com o namorado?

Não, a sério. Vou passar o 21º dia dos namorados da minha vida sozinha, mais uma vez. Mas o meu coração está mais ocupado do que alguma vez esteve, portanto tenham calma com as piadolas.

02. Não meter fotos apaixonadas no FB ≠ não estar apaixonada

Uma das coisas que me deixam fula nestas alturas é a quantidade de fotos por cima das quais tenho de saltar quando vou ao Facebook. Ou ao Instagram. Ou ao Twitter. Ou a qualquer outra rede social. Por favor aprendam que, para mostrarem o vosso amor por alguém, não precisam de colocar na internet 20 fotografias vossas de 20 ângulos diferentes e com 150 filtros. Acreditem que percebo logo à primeira que vocês são um casal e que estão "muito apaixonados".


03. Estar apaixonada ≠ ser lamechas

Isto é tão óbvio que quase me dói fisicamente ter de explicar (infelizmente, a quantidade de pessoas que não percebe isto cresce cada vez mais). 

As pessoas têm um gosto especial por me julgarem só porque não vou para o Facebook falar sobre os meus sentimentos. Manda a tradição facebookiana, se eu estou apaixonada mas não estou com a pessoa de quem gosto, devo escrever um texto rico em baboseiras indutoras de vómito. Algo parecido com isto:
❝É tão difícil para mim estar longe do meu querido, belo, doce amor neste dia que significa tanto para mim... Era tão bom estar ao teu lado agora, dizer-te que te amo muito e muito e muito e que vivo para ti e só para ti e que és tudo para mim... nunca vou amar ninguém tanto como te amo ati, apesar de eu só ter 12 anos e meio e tu teres 13, mas nada nos vai separar, nem a diferença de idades nem os nossos pais... amo-te muito, meu amor, espero que vejas este post e que me digas que sentes o mesmo porque eu sinto e isto é mesmo verdade, juro-te.❞
Agora ponham-se no meu lugar; no lugar de pessoa sã, que percebe que estes posts são ridículos e que nunca os escreveria, nem que estivesse a arder em 39º de febre, e pensem no que é ter de ler 500 merdas iguais a esta num só dia. Acabei de resumir o dia dos namorados no Facebook, só para vocês.


04. Agora ≠ eternidade

É o que diz o título. Se tens 12 anos, pára de dizer que vais estar com o teu namorado para toda a vida. Nem devias estar no Facebook, que é só para maiores de 13, quanto mais andar a dizer porcarias dessas. Ainda tens muito que crescer e muito que aprender. Porque raio é que achas que essa criança que tens ao teu lado - muito semelhante a ti - te vai acompanhar para o resto da vida?

Isto também se aplica a ti, jovem adulto de 20 anos que estás a ler isto. Podes achar que essa pessoa que está ao teu lado é o teu mais que tudo e que vão ficar juntos para toda a vida e mais dez anos - e que se vão casar, ter cinquenta filhos e cem netos. E até pode acontecer. Ou podes daqui por duas semanas encontrar alguém que faz o teu coração palpitar muito mais do que esta pessoa com quem estás agora. Tudo isso pode acontecer, por isso, por favor, não enchas o meu Facebook com comentários de merda de "juntos para sempre, meu amor". Mas vocês são os novos Edward Cullens desta vida?


05. Ignorar o dia dos namorados ≠ não querer estar numa relação

Percebo a necessidade de ver muitas vezes os vossos amores. A sério, percebo. Mas têm mesmo de passar todos os vossos minutos acordados atrás dessa pessoa? Não conseguem passar uns dias em paz com a vossa alma? E mais importante ainda - não conseguem de todo passar um dia dos namorados sem o vosso namorado?

Pode ser difícil perceber o conceito, mas deixar o dia dos namorados passar ao vosso lado como se fosse um dia normal não é nada de extraordinário. Não é estranho. Como já disse atrás, é um dia onde se vende muita coisa, muita coisa que não se vende no resto do ano. Acreditem plenamente que ignorar a "importância" deste dia não mexe em nada com os vossos sentimentos. Acreditem que podem estar apaixonados pela vossa cara metade mesmo que não a vejam no dia 14 de Fevereiro, mesmo que não vão dar uma escapadela romântica nesta semana, mesmo que não comprem prendas fúteis que não servem para mais do que libertar a vossa carteira de algum peso.
Uma dica: se querem oferecer chocolates da Milka e rosas vermelhas, os supermercados e as floristas costumam estar abertos todo o ano.

Sem comentários:

Enviar um comentário